LINGUAGEM

na língua do azul
há palavras de céu
e o ouro fala de sol
pelo simples brilhar,

a cor muda tudo
transforma o ritmo
o contraste da dor
das abelhas o lugar;

na língua humana
há palavras de ser
o sentido, o nome
que dizem, ou não,

a asa passageira
que em tudo flutua
o sombrio, o puro
do será e do senão;

a palavra que digo
ou aquela calada
as que são vento
e trazem a aurora,

na língua do tempo
não há palavras
que é todo silêncio
o falar das horas...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MENSAGEM NA GARRAFA

VIDÊNCIA

O EQUILIBRISTA