Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2013

CALEIDOSCÓPIO

Imagem
Um dia se deu a ir Percorrer sem direção Na aragem da noite O sonho de buscar Desvendar quem é
Que sabia apenas Ter a lua encostada Na órbita dos olhos E um coração vasto De refugiar as marés
Era o mar sua alma Ou o céu estrelado Um voo na nebulosa Distante de Órion Ou o eco perdido até?
O espectro da cor Dividida pelo prisma O sol dividido em mil Nesse caleidoscópio  Da ilusão de viver?

IMAGEM

Imagem
O que vive em mim nem por fim vive Pois está fora do alcance que viva assim O que vive em mim é relance de tarde Lá fora, luz da manhã na noite que arde
O que vive em mim vem sorriso ao longe Voz que me chama e me tem carinho Como o sino que tange na alma sem fim O que vive em mim é do espelho partido
É da luz de velas em sombras envolvidas Que vai encontrar em outra paisagem Reflexos que saltam da penumbra à vida Quando o tempo me levou a imagem.  

MURAL

Imagem
Bêbado da vida prossigo além Do fardo de tudo que carrego A me escorrer os descaminhos Dos rios que me tornam cego Em águas imerso o mal ou bem
Livre é que destravo no abismo As asas quebradas da ventania A me levar na razão do espaço Às altitudes que ainda não via E estradas que ainda não piso
A sala de máquinas das esperas O sol de extensões mal contidas O universo na moldura da janela Tangências que traçam a vida Dessa rota que jamais houvera
Tudo se esconde nos disfarces Um silêncio que arde sem estalo O mural transparente de calafrio As respostas que no peito entalo E as perguntas que me esvazio.

REVOADA

Imagem
Estanquei fibra a fibra o silêncio Da palavra que não pronuncio, Mas não tem nada que me cale Essa revoada de guizos no vazio;
O que era tanto se fez pequeno Disperso entre minúcias em mim, Não está na encosta do terreno Nem na poeira que raspei, enfim;
As regiões do vir a ser imaginário Sigo de meridianos no sol a pino, Perdi estrelas em cálculos vários Na rota desse barco clandestino;
Porém, que o silêncio ainda fale O rugido de qual seja o balbucio, Que não tem nada que me cale Essa revoada de guizos no vazio.