Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

NEXT LEVEL

Imagem
antes de morrer quero desentender o mundo e o que me obstinei a crer da razão humana,
quero ver face a face o rosto da escuridão e guardar a luz do vir a ser no sol imerso no azul,
quero pouco saber da morte, do seu perímetro, e me deixar ir na poeira de uma estrela inacabada, tecer quadros na tinta de fluir tempo sem regra com a cor de haver desejo cinzas e sem fim,
quero esquecer tudo de conceitos e teorias de pressuposto e consciência a espelhar-se no vazio,
e crer um sentido sem esmiuçar das palavras nem a certeza, ou a dúvida necessárias a ser livre.

NADA É PERFEITO

Imagem
sim, falharam as previsões e os rostos não dizem nada canta um blues, um samba acorda dessa falta de ritmo,
a chuva derramou-se seiva e a terra coberta de poeira asfixia em mar de silêncios que não se devem navegar,
sei que o mundo é perfeito a vida soma voltas e voltas como o carrossel sucessivo   de mover tempo, e sonhos,
há loucura bastante, dizem mas não há vida suficiente para desencantar o sentido retirar os véus, e despertar...

DESÍGNIO

Imagem
me descobri ao alcance dos condores mas preferi meu voo pardal,
ainda que a distância seja a mesma não se vale de alturas a rota do impossível,
confiei as asas ao ignoto que cega sacrifico uns sonhos à essência do verso inútil,
sangue que escorre para regar as pedras que hibernam sem saber do sono,
...me descobri na extensão de oceanos, mas sigo correntezas de lágrima nua.

FOTOGRAFIA

Imagem
não vi o rosto preso no tempo e o rosto passou na linha divisória do sem fim,
talvez envolto numa paisagem numa lembrança um imaginar sem memória, a causa o efeito a questão o fato o limiar o ontem é o agora diluído no quântico,
a imagem outra
além do signo
além do espaço é o caos libertado do invisível...

PORTA

Imagem
do lado de fora da estrada largado na asa da sombra digo para quem não ouvir,
verdade, sei do que sonho a Arte, me despe o escuro o tempo planta memórias,
- melhor é seguir...
do lado de dentro da alma fui do vão ao sem medida segui caminhos, sem fugir,
mas não há aonde chegar   nem caminhos se revelam pelas trilhas desse mundo,
- sem a porta abrir...