DESÍGNIO

me descobri
ao alcance dos condores
mas preferi
Kazuo Ohno, 1994 - by Eikoh Hosoe
in www.americansuburbx.com
meu voo pardal,

ainda que a distância
seja a mesma
não se vale de alturas
a rota do impossível,

confiei as asas
ao ignoto que cega
sacrifico uns sonhos
à essência do verso inútil,

sangue que escorre
para regar as pedras
que hibernam
sem saber do sono,

...me descobri
na extensão de oceanos,
mas sigo correntezas
de lágrima nua.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FILME NOIR

MENSAGEM NA GARRAFA

AO DESTINO