COM UM BEIJO

Plena sorria
que começa outra
sorria, que afianço
quanto será bom,

Atravessa o medo
perde o tempo
e se afoita existir
além do tom,
            
Sorria, nos lugares
todos da terra
nos montes e flores
nos dias, e noites,

Sorria aos homens
às dores, às causas
aos porquês, aos nãos
e aos amores,  
                                     
Liberta sorria
que verdade é a luz
que fala dessa cor
de estrela e mar,

Gesto brando
de flor se abrindo,
sua beleza se torna
parte do que há,

Sorria ao tempo
ao acaso, e à poesia
asa avessa no vento       
real ou fantasia,

Terna sorria
na volta e na partida
sereia luminosa, voa
ávida pela vida.


Sendo o ápice da criação, a mulher, por decreto divino, 
guarda em sua alma a imensidade do universo.
J. Ribas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FILME NOIR

MENSAGEM NA GARRAFA

AO DESTINO