COTIDIANO

sim, estou vivo -
pensa - ao despertar de manhã,
os pássaros cantam
seja lá o que entendem por cantar
e enquanto ouve, ele pondera
as dilatações do nada
a vagar em sua cabeça -
barcaça sem mar;

sim, estou vivo -
e tudo vem com lentidão
como se o universo inteiro
devesse girar desde a origem
até retomar sua forma
e explosões, nebulosas, planetas
estrelas, os seres todos
reocupassem seu lugar;

sim, estou vivo -
a consciência, os significados
abre-se um feixe de luz
a esperança sorri sua nudez
a alegria diz sua paródia
e o sol - que nem é eterno -
de sorriso em chamas,
brilha sua indiferença...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MENSAGEM NA GARRAFA

VIDÊNCIA

O EQUILIBRISTA