GIRASSÓIS

Girassóis - Van Gogh
     
       Os girassóis no cartão postal       
quase a saltar fora do papel
me fazem recordar o artista,

Um tom de ocre e terracota
uma vila em que não estive
e girassóis a perder de vista;

Há alguma coisa de mistério
em tudo quanto permanece
como a invadir vida adentro,

E escapa como um sussurro
tempo que não se restaura
como folha levada ao vento;

Mil tons de amarelo a girar
das cores se fazem mundos
tantos que bem reconheço,

E a vida refeita, perceptível,
segue ao ritmo da trajetória 
    dos girassóis que anoiteço... 

Comentários



  1. Lindíssimo texto nessa bela menção a Van Gogh. Venha participar do meu grupo no facebook: https://www.facebook.com/groups/poemasepoemas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua sensibilidade e gosto pela escrita já me conquistaram. Grato pelo convite, participarei com muita honra!

      Excluir
  2. Amei o tom parnasiano em seu poema. Grande sensibilidade em tons realistas eu diria. Parabéns pela obra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras, esse poema tem um significado especial para mim, é uma homenagem à poesia da forma e cor que inspirou o artista. Abraço.

      Excluir

Postar um comentário

Comente os textos, suas críticas são bem-vindas e sugestões também. Obrigado!

Postagens mais visitadas deste blog

FILME NOIR

MENSAGEM NA GARRAFA

AO DESTINO