NOITE

dizia-se de uma noite
que invadia o mundo
Anja Bührer - meiaseis.com
e mergulhava nuvens
no olhar dos homens,

de uma escuridão tal
que as próprias trevas
recolhiam-se caladas
em desertos de vidro,
                                           
uma sombra em ferros
numa manhã cinzenta
uma mortalha de ecos
sobre leitos de insônia,

e no enregelar da alma
no arrefecer da busca
no desencanto da flor…
quedava-se imensidão.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEM PALAVRAS

CORAGEM

GIRASSÓIS