DURA LEX

um espaço, uma vírgula, um ponto
lá se foi uma ideia deambular o não sentido
na ação de pôr-se claro um conceito inútil
um espaço, uma vírgula, um ponto;

Lee Jeffries - meiaseis.com
quanto esforço para dizer o indizível,
quanta azáfama, quanta falta do que fazer
a torneira da pia precisa de conserto
há lixo nos escaninhos inconfessáveis do sexo
poeira na alma, secreções a serem limpas;

um espaço, uma vírgula, um ponto
o teclado inteiro grita, os móveis, os quadros
é necessário irrigar as gavetas estéreis
ser cúmplice dos grifos que riem na praça;

medir a órbita de Vênus, pichar os muros
exorcizar fantasmas, cometer avarias
acender velas ao diabo, lutar com deus
sufocar na fumaça, abrir os veios dos rios…
...revirar a vida nessa teimosia de sonhar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MENSAGEM NA GARRAFA

VIDÊNCIA

O EQUILIBRISTA