NINHOS

Ainda não é tarde
no corpo do vento
há voos que ardem
o grande carrossel,

E quase vem a luz
como fosse um raio
e atravessa o olhar
lágrima, leite, mel,
          
Sei, todos dormem,
cansaço da espera
e das asas partidas
incompleto silêncio,

Mas veja, o espaço
altivo é onde o céu
anuncia aos ninhos
seu abraço imenso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEM PALAVRAS

CORAGEM

GIRASSÓIS