OBSTINAÇÃO


Creio em árvores, estrelas
na terra nos rios nos lobos
na fruta arrancada na hora
e mordida, no gosto de sol,

Creio em sair pela rua, ver
além do que existe, a vida
as estações de florir na lua
e essa mecânica de existir,

Creio na soma, e na fusão
na asa do elefante, balões
retirados do limbo, clímax
de noites sem contrafação,

Creio a gênese do espanto
deus em sua dança eterna
de cada salto da inocência
e desertos, montes, mares,

Creio no incriado, o sonho
a transcendência do breve
em seu caminho no tempo
insondável, pleno, e eterno.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEM PALAVRAS

CORAGEM

GIRASSÓIS