VERSO A VERSO


Abstrato S/ Título - por J. Ribas

VERSO A VERSO

Verso a verso
Acordo o lirismo falso
E as torturas silentes
De quanto adverso;

Verso a verso
Exprimo o sumo
De mim mesmo colhido
Ou de outro universo;

Verso a verso
É que me disponho
À limpidez da tempestade
Ao fogo de uns sonhos;

Verso a verso
Desfibro o mundo
Desde os seus arcabouços
E então recomeço;

Verso a verso
Atiro a pedra da ideia
No lago de pensar
O que ainda estremeço;

Verso a verso
Me aproprio do brado
E do silêncio impávido
Que me disperso;

Verso a verso
Penetro as margens
Das montanhas, e névoas
Em salto desconexo;

Verso a verso
Dispo a verdade retórica
Para dirimir a loucura
À qual me confesso;

Verso a verso
Me inicio na combustão
De uma brasa faminta
Que me traz imerso;

Verso a verso
Liberto a ave do caos
Pela cavidade incoercível
De onde sou egresso.




SEM ALCANCE

Não abro os olhos há tempos
Em sonho de espera sem fim,
Cavalgo rios de espuma e sal
Num mar que afunda em mim;

Segui nuvens com os ventos
Dos pássaros em migração,
Deixei terras, fui ao ignorado
Às escarpas, possíveis ou não;

Digo a cada uma das estrelas
Enquanto me ajusto à guia, 
Que nesse destino errante
Faço delas minha companhia;

Faço delas meu outro sonho
Mapa em que guardo a vida,
De onde cruzo os labirintos
Dessas passagens sem saída. 




SER POETA

Ser poeta, quem se importa
Se tempo ou mesmo a alma
São respingados na canção

Se o verso que alegra o triste
Nem a um mundo frio subsiste
E não se aquece o coração...

Porém, poeta é o que insiste
Entre a vertigem que espanta
O marasmo do velho mundo 

E gitanas a acender paixão
Mesmo que verdades mortas
Encerrem as portas da ilusão...

Pois decerto um final inexiste
Nem vida e morte são eternas
Nas roldanas que levam o tolo

E resta a trilha dos que segam
Pelos trigais dos desconsolos
Que os poetas sempre ceifarão...




Ontem fiz um verso
Vindo de não sei onde
Mas hoje já o refiz

Angústia de ser poeta
É não querer-se repetir
É desdizer o que diz. 

J. Ribas





Comentários

  1. Nossa, que maravilha! É muito bom ler você! Seu dom me impressiona!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, suas palavras são um grande incentivo, um grande abraço!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente os textos, suas críticas são bem-vindas e sugestões também. Obrigado!

Postagens mais visitadas deste blog

ALÉM DA JANELA

CORRENTEZA

INÍCIO E FIM