ARTIFÍCIO

Sobrevivo às intempéries
à forja ao vulcão ao vento
duelo em mim transverso
e a lâmina fere o ausente,

Sem me esquivar do fogo
nem da razão, reconheço
o combustível e a matéria
é queimar-se o que sente,

Embora feito rocha diluída
é só um desejo que segue
de não haver-se completo
e do vazio revolto em tudo,

O farol perdido no oceano
investe contra a escuridão
mas sem ter como traduzir
seu mistério, põe-se mudo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEM PALAVRAS

CORAGEM

GIRASSÓIS