FREEDOM

antes que me digam o que fazer
abro as portas de par em par
salto na fogueira acesa na lua
mergulho o mar dentro dos olhos,

antes que me digam o que fazer
derramo palavras pela ventania
pego o dia no peitoril da janela
folheio as asas e rios do tempo,

antes que me digam o que fazer
dou à volta ao mundo num delírio
jogo as tintas da luz na sombra
reconquisto uma terra de sonhos,

antes que me digam o que fazer
deixo na praia a pele de escamas
recolho nas ondas a minha alma
e visto toda a nudez da liberdade…

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DO QUE SEI

DISPERSÃO

SEM PALAVRAS