NOTURNO

§1
leve é a chave de seguir 
a correnteza, 
sem impedir espaços de crescer 
além do que alcança o olhar,

a ternura dos anjos emoldura 
os olhos do tempo 
quando tudo em volta se põe 
num sopro de esperar...


§2
já vi o sol no espelho a refletir 
na imaginação 
os mundos que pudessem 
ainda que por pouco existir,                        

e os dias que se estendem 
entre roldanas 
a girar voltas que se alternam
em chegar e partir...


§3
é estranho o som do luar 
quando os pirilampos 
batem as asas levemente 
nos ramos prateados dos trigais,

e quando a noite já dispersa 
traz em seu manto os feixes
do silêncio, refletido pelas estrelas 
que brilham mais...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MENSAGEM NA GARRAFA

FILME NOIR

VIDÊNCIA